Pontos Fortes em Frozen

Atualizado: Mar 18


Disney Frozen - photo by Calebe Luo

Frozen 2 é uma belíssima e emocionante continuação da saga das irmãs Elsa e Anna de Arendelle, princesas que formam uma dupla poderosa com seus talentos.


Para pais, essa é um ótima oportunidade de conversar com seus filhos sobre:

  1. Identidade (Frozen 1),

  2. Propósito (Frozen 2),

  3. Mudança (Frozen 2).


Em Frozen 1, Elsa carrega vergonha e culpa por ter poderes mágicos. Da negação à aceitação de sua identidade, Elsa aprende a apreciar e controlar seus talentos naturais. Anna, por sua vez, busca reconciliar-se com sua irmã mais velha, sempre mantendo a fé em sua bondade.


Em Frozen 2, Elsa está contente com sua vida em família, só que sente falta de algo, pois está subutilizando seus poderes. Uma voz misteriosa a chama para uma nova aventura e tudo muda... Anna espera que tudo fique como está, mas a mudança serve para amadurecê-la e ser protagonista em Arendelle.


Nesse primeiro post vamos explorar 4 aprendizados de Frozen 1, usando a lente de Pontos Fortes:



1) Talento visto como Defeito tem Consequências terríveis


Muitas vezes nossos talentos imaturos expressam-se de forma bruta e podem ser interpretados como defeitos. O problema não está no talento em si, mas no uso dele. Pais que enxergam talentos como defeitos passarão a vida tentando "consertar" seus filhos. E os filhos se sentirão defeituosos, desvalorizando e bloqueando seus talentos, assim como Elsa se sente e age, após acidentalmente machucar sua irmã ao brincarem na neve.


Em sua tentativa de ajudar Elsa a controlar seu poder, rei Agnarr decide esconder esse "defeito" de todo o reino de Arendelle, incluindo Anna.

”Encobrir, não sentir, não deixar saber.” -Rei Agnarr de Arendelle

Elsa carrega vergonha e culpa por ser desse jeito, uma maldição viva, um ser esquisito. Ao crescer, ela se isola ainda mais de sua irmã e de seus pais, com medo de machucá-los.


Você já se sentiu assim ou passou por algo parecido? E quantas vezes não fazemos nossos filhos se sentirem culpados por serem diferentes de nós, ao invés de ajudá-los a lidarem de forma sadia com seus talentos?




2) O Medo transforma Talento em Ponto Fraco


"Há beleza em seu poder, mas também grande perigo. Você deve aprender a controlá-lo. Medo será seu maior inimigo." -Pabbie

Vivendo isolada no palácio real, após a trágica morte de seus pais, Elsa chega à idade de assumir o trono. Os portões precisam ser abertos para súditos e líderes estrangeiros participarem da cerimônia de coroação. Após anos de clausura, chega a hora dela se expor.



Mesmo nervosa na cerimônia na igreja, Elsa consegue cumprir o ritual sem maiores problemas.


Tudo parece andar bem, mas ao ser confrontada por Anna, pedindo a benção para um casamento com o recém-conhecido príncipe Hans, Elsa acaba perdendo a calma, seu medo assume o controle! Ela machuca pessoas e foge do castelo, deixando um rastro de gelo e terror por onde passa, criando um inverno eterno em todo o reino.


Quantas vezes você já não demonstrou o pior de seus talentos, numa situação de stress ou medo? Ou falou ou fez algo que sabe que não faria se estivesse com mais autocontrole?



3) Liberdade para ser Você mesmo, sem moderação, tem um Custo: a Solidão


Longe de qualquer pessoa que possa machucar, Elsa finalmente se vê livre para experimentar as possibilidades de seus poderes. Agora ela pode ser quem ela é de verdade!


Com seus talentos de Excelência e Disciplina, constrói um poderoso castelo de gelo, solta seus cabelos e liberta-se de tudo o que a segurava a identidade de rainha do gelo.


Não precisa mais responder pra ninguém.


”A menina perfeita se foi. Tempestade vem! O frio nunca me incomodou.” -Elsa de Arendelle


Mais tarde, quando Anna a encontra no castelo de gelo e avisa sobre o estado de Arendelle, Elsa fica desesperada, o castelo muda de cor e espinhos começam a se formar. Elsa não consegue desfazer a magia. A maldição continua... Em seu total descontrole ela congela o coração de Anna.


Liberdade na clausura, essa é a opção contraditória de Elsa. Às vezes não dá vontade de viver assim, sem ninguém dando opinião sobre a minha vida? Parece que ficar sozinho é a saída, mas somos seres relacionais, não dá pra ficar o tempo todo afastado dos outros. Precisamos uns dos outros.



4) O Amor cria Pontos Fortes


Após ser levada para os trolls, Anna descobre que apenas um ato de amor verdadeiro pode salvá-la. Traída por Hans, beirando ao congelamento total, Anna busca Kristoff. Ao ver sua irmã ser atacada por Hans, ela muda sua direção e se sacrifica para salvar Elsa do vilão.



Anna se transforma numa estátua de gelo. Elsa, desesperada, confessa seu amor pela irmã, chorando dolorosamente. Algo mágico acontece: o amor verdadeiro de Elsa por Anna descongela seu corpo e seu coração!


Elsa aprende que o amor vence o medo, e essa é a resposta para ela controlar seus poderes e restaurar seu reino, criando o final feliz da história.


O mesmo conceito se aplica a talentos e Pontos Fortes. Se utilizamos nossos talentos de forma egoísta, até conseguimos resultados no curto prazo, mas no longo prazo o caminho é a solidão. É um rota de vício.


"O amor é o caminho para o talento se tornar um virtuoso Ponto Forte." -Calebe Luo

Pessoas são diferentes, diferenças são uma vantagem, e precisamos uns dos outros. Para um relacionamento funcionar é necessário ajustes dinâmicos de ambas as partes. Cada interação é um passo na dança, na qual buscamos cada vez menos pisar um no pé do outro.


Don Clifton, criador da psicologia de Pontos Fortes, ressalta a importância dos relacionamentos no desenvolvimento de Pontos Fortes em seu livro "Soar with Your Strengths":

"Relacionamentos nos ajudam a definir quem somos e o que podemos nos tornar. A maioria de nós pode atribuir nossos sucessos a relacionamentos-chave." -Donald O. Clifton, PhD

Se Anna não acreditasse e amasse Elsa, a história teria um fim bem diferente.


Para Anna, Elsa não é esquisita; ela é talentosa.


Valorize os talentos de seus filhos. Eles não são esquisitos; eles são talentosos.


Valorize seus talentos. Você não é esquisito(a); você é talentoso(a).


Valorize os talentos dos outros. Ninguém é esquisito; todo mundo é talentoso!



Clique aqui para descobrir os talentos Top 5 dos personagens de Frozen!


Clique aqui para saber mais sobre talentos e Pontos Fortes.

Clique aqui para conhecer mais sobre coaching de Pontos Fortes.


Esse post é de cunho cultural, para democratizar os conceitos dos talentos CliftonStrengths. Todos os personagens são de propriedade intelectual da Disney, Inc. Os nomes e descrições dos temas de talentos CliftonStrengths são propriedade da Gallup, Inc.


This post is a cultural piece, created to democratize CliftonStrengths culture. All characters are intellectual property of Disney, Inc. Names and descriptions of CliftonStrengths talent themes are property of Gallup, Inc.


100 visualizações

© 2020 Kenshin Coaching | São Paulo | Termos de Uso e Serviços | Política de Privacidade e Conteúdo

  • LinkedIn Calebe Luo
  • Facebook Kenshin
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social