top of page

12 Perguntas para Medir a sua Felicidade no Trabalho



Você começa a segunda-feira esperando pela sexta? Pesquisas mostram que apenas 20% dos funcionários concordam fortemente que gostam daquilo que fazem todos os dias no trabalho.


Neste artigo vou apresentar 12 perguntas que vão ajudar você a refletir sobre a sua felicidade no trabalho. Antes disso, é importante mostrarmos a diferença entre satisfação e felicidade.


Satisfeito x Feliz


Em primeiro lugar, sou contra a romantização do trabalho. A gente não vive de salário emocional, não encontraremos as respostas da vida no trabalho e trabalhamos para viver, não vivemos para trabalhar.


Trabalho é importante, mas não é tudo. Acontece que o trabalho pode impactar muito positiva ou negativamente os outros aspectos da vida, como relacionamentos, finanças, saúde física, mental e espiritual.


Salários e benefícios ajudam a gente a se sentir satisfeito, não necessariamente feliz.

Já atendi diversos executivos que me contaram que perderam o entusiasmo em relação ao trabalho. Ganham bem, têm uma vida confortável, mas não se sentem realizados.


Sabe quando "Tá ruim, mas tá bom"?

Essas são situações que podem demandar um reflexão. Vale a pena pagar o preço do conforto? Até quando?


Se você está pensando sobre isso, fica o convite para você refletir sobre as 12 perguntas abaixo, em relação ao seu trabalho atual.


Um artigo do Washington Post apresenta os 12 elementos do engajamento da Gallup de uma forma inusitada, que eu achei bem bacana.


Quando estamos engajados, nossos olhos brilham, nosso melhor vem à tona e construímos um ambiente mais positivo e produtivo para nós e aqueles à nossa volta.


Vamos às perguntas?



Faça seu check-up


Para avaliar o bem-estar de seu próprio local de trabalho, faça este questionário de 12 perguntas, uma pesquisa proprietária criada pela Gallup e baseada em pesquisas de 2,7 milhões de trabalhadores em 50 ramos de negócio em todo o mundo.


Leia cada uma das seguintes declarações e pergunte-se se você concorda ou discorda fortemente - ou se você se encontra em algum lugar no meio.

  1. Eu sei o que se espera de mim no trabalho.

  2. Tenho os materiais e equipamentos de que preciso para fazer meu trabalho corretamente.

  3. No trabalho, tenho a oportunidade de fazer o que faço de melhor todos os dias.

  4. Nos últimos sete dias, recebi reconhecimento ou elogios por fazer um bom trabalho.

  5. Meu supervisor, ou alguém no trabalho, parece se importar comigo como pessoa.

  6. Há alguém no trabalho que encoraja meu desenvolvimento.

  7. No trabalho, minhas opiniões parecem contar.

  8. A missão ou propósito de minha empresa me faz sentir que meu trabalho é importante.

  9. Meus colegas de trabalho estão comprometidos em fazer um trabalho de qualidade.

  10. Eu tenho um melhor amigo no trabalho.

  11. Nos últimos seis meses, alguém no trabalho falou comigo sobre meu progresso.

  12. Neste último ano, tive oportunidades no trabalho para aprender e crescer.

Como você pontuou?



Não existe trabalho perfeito


Jon Clifton, CEO da Gallup, disse que é importante lembrar que todo trabalho tem altos e baixos. De novo, não vamos romantizar o trabalho.


Se você ficou aquém de alguns dos itens, você tem alguém no trabalho com quem possa conversar sobre como melhorar sua situação?



Quer conhecer gente feliz no trabalho?

Como felicidade no trabalho é uma questão muito pessoal, gravei uma série de entrevistas com pessoas que estão felizes no trabalho, para entender melhor o que isso significa para elas e como foi sua descoberta.


Para assistir a playlist toda no Youtube, clique aqui.



Quer aumentar a sua felicidade no trabalho?


Conhecer melhor seus talentos e pontos fortes ajudará você a conhecer melhor a intersecção entre o que você gosta, elementos de autoconhecimento importantes para ter mais clareza sobre seu Ikigai (palavra japonesa que significa razão de ser).



Entendendo seus Pontos Fortes você consegue definir melhor a sua zona de flow (estado em que você está tão imerso nas atividades que o tempo passa voando) e passa a ser mais intencional no uso do seu tempo, para ter dias melhores, mais produtivos e significativos.


Quer descobrir seus Pontos Fortes? Responda o teste CliftonStrengths e inicie sua jornada de Pontos Fortes.


Quer se aprofundar no autoconhecimento baseado em Pontos Fortes? Agende uma conversa comigo sem compromisso para ver se faz sentido um processo de coaching/mentoring para você.


Vida longa e próspera!



 

Fontes:


 

Sobre o autor:


Calebe Luo (o "Ninja dos Pontos Fortes") é um evangelista ativo e multiplicador da cultura de Pontos Fortes no Brasil desde 2016. Deixou uma carreira bem-sucedida em bancos para seguir seu chamado de desenvolver pessoas, Fundou a Kenshin Coaching e participou da primeira formação Gallup no Brasil. O aluno evoluiu para mestre. É trainer, mentor e coach de indivíduos e equipes. Calebe é fã Disney, Marvel, mangás e cultura geek, marido da Flávia e pai de 3 crianças talentosas.

600 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page