Comparativo MBTI e CliftonStrengths

Atualizado: 29 de Mar de 2019


Há diversas opções de ferramentas para ajudar coaches e gestores de RH no desenvolvimento de pessoas. Neste artigo, faremos uma comparação entre o Indicador de Tipo Myers-Briggs (MBTI) e a avaliação StrengthsFinder (CliftonStrengths).


Por Adam Hickman. (Esta é uma tradução livre, com autorização do autor. Para ler o artigo original em inglês, clique aqui.)


Teoria MBTI


As classificações de pessoas pelo MBTI são baseadas em uma adaptação da teoria de Carl Jung do tipo psicológico consciente. O MBTI agrupa as pessoas em um dos 16 tipos de personalidade, medindo diferentes polaridades de preferência:

  • Extroversão (E) ou Introversão (I)

  • Sensação (S) ou Intuição (N)

  • Sentimento (F) ou Pensamento (T)

  • Julgamento (J) ou Percepção (P)

As duas categorias do centro são consideradas "funções psicológicas" - como as pessoas preferem, naturalmente, captar informações (Sensação ou Intuição) e a base sobre a qual avaliam essa informação (Sentimento ou Pensamento).


A primeira e a quarta categorias são consideradas "orientações" que determinam como o indivíduo demonstra funções psicológicas. Essas categorias indicam como os indivíduos ganham energia e focam a atenção (Introversão ou Extroversão) e como lidam com o mundo exterior (Julgamento ou Percepção).


O tipo de personalidade descrito pelas quatro letras do resultado do teste representa a preferência do indivíduo entre os dois pólos opostos em cada categoria.


Design da Avaliação MBTI


O MBTI faz uma série de perguntas. As interações dinâmicas entre as preferências indicam tipos básicos de personalidade. Esta informação fornece insights sobre como as pessoas ganham energia, processam informações e agem a partir de suas conclusões.

Por exemplo, uma pessoa com tipo "Pensamento Introvertido" pode passar muito tempo internamente processando ideias, enquanto outra com tipo "Pensamento Extrovertido" também pode passar muito tempo no mundo das ideias, mas "pensar alto" para explorar o valor e o significado dessas ideias.


As pessoas podem desenvolver habilidades e competências opostas ao seu tipo, mas sentem-se mais confortáveis operando dentro de sua orientação preferida. Note que, dada a limitação dos perfis possíveis com o MBTI, a generalização de pessoas com o mesmo perfil pode apresentar resultados distorcidos. Em outras palavras, num grupo grande é provável encontrar pessoas com os mesmos resultados - 16 tipos de personalidade com base nos quatro pares de descritores opostos - do MBTI.


Visão Geral sobre CliftonStrengths


A avaliação CliftonStrengths mede a presença de talento em 34 áreas chamadas temas. Depois que a pessoa responde a 177 conjuntos de declarações pareadas, ela recebe um relatório de Talentos Dominantes, que apresenta seus cinco temas de talento mais dominantes, conforme indicado pelas respostas à ferramenta. Os Temas de Talento Dominantes são únicos para cada pessoa: 278.256 combinações de cinco temas são possíveis e, quando você considera a ordem dos cinco temas, o número salta para mais de 33 milhões de combinações diferentes de Temas Dominantes, o que significa que a probabilidade de você encontrar alguém com os mesmos Top 5 que os seus é de 1 em 33 milhões.


A avaliação CliftonStrengths oferece uma oportunidade para a descoberta de talentos e uma linguagem por meio da qual pessoas possam expressar seus talentos únicos. A precisão proporcionada pela profundidade e linguagem do conceito de pontos fortes ultrapassa a das descrições do tipo "uma pessoa social", que oferecem uma visão relativamente superficial. Sabendo, por exemplo, que uma pessoa naturalmente reconhece e cultiva o potencial em outros e obtém satisfação de observar os outros crescerem (tema Desenvolvimento), pode ser um ativo valioso ao considerar como uma pessoa pode interagir com os outros.


Ambas as avaliações são precisas; CliftonStrengths oferece uma abordagem mais detalhada para a singularidade da pessoa


Phil Stone, cientista senior da Gallup e professor de psicologia em Harvard, examinou a relação entre o MBTI e o CliftonStrengths. 206 alunos de Stone realizaram ambas as avaliações de perfil. O estudo mostrou algumas correlações esperadas entre as duas avaliações. Por exemplo, se a avaliação CliftonStrengths mostra que Analítico é um dos seus Top 5 temas de talento, o MBTI provavelmente irá identificá-lo como Pensamento. Se a Empatia estiver nos Top 5 (CliftonStrengths), é provável que você seja do tipo Sentimento (MBTI). Da mesma forma, se Disciplina estiver nos Top 5 (CliftonStrengths), provavelmente você também seja do tipo Julgamento (MBTI). O trabalho de Stone descreve a precisão das duas avaliações para definir os pensamentos, sentimentos e comportamentos naturais de uma pessoa.


Agora vamos dar uma olhada na aplicabilidade de cada um. Imagine uma casa e os quartos dentro dela. O MBTI indica a sala em que um indivíduo sente-se mais confortável em habitar. A avaliação CliftonStrengths representa o mobiliário, as peças funcionais, decorações e outros detalhes dentro dessa sala, ajudando-nos a entender as habilidades inatas únicas da pessoa. Dito de outra forma, o MBTI é o código postal, e CliftonStrengths coloca você na frente da porta.


As conclusões específicas da avaliação CliftonStrengths ajudam pessoas, equipes e organizações, identificando talentos que uma pessoa demonstra rotineiramente. Com isso, as organizações tem a oportunidade de desenvolver as áreas de maior potencial de cada profissional, a fim de gerar o maior retorno sobre o investimento. Quando os insights com CliftonStrengths são compartilhados dentro das organizações, funcionários passam a ser intencionais em maximizar o que eles e seus colegas de equipe naturalmente fazem de melhor, com inteligência e intensidade.


Conclusão


O MBTI proporciona uma ampla consciência, mas pode deixar a desejar em aplicabilidade, o que pode afetar a percepção sobre sua validade. O MBTI não fornece as descrições detalhadas que o CliftonStrengths traz. O MBTI apresenta resultados superficiais não focados em resultados de desenvolvimento de desempenho. Em resumo, os resultados da avaliação MBTI indicam características como Introversão ou Extroversão, mas como essa informação pode melhorar o desempenho fica faltando. A avaliação CliftonStrengths não apenas fornece contexto para o desenvolvimento do desempenho, mas também constrói uma linguagem comum dentro de uma organização, que pode beneficiar-se da essência da psicologia positiva - estudar o que funciona com as pessoas.


Muitas organizações usam ambos os instrumentos. Mesmo com a aplicabilidade do CliftonStrengths, o coaching ainda é um passo necessário para melhorar o desempenho. Qual experiência você tem para compartilhar sobre essas ferramentas?


Adam Hickman é consultor de Design de Aprendizagem da Gallup. Ele é especialista em Desenvolvimento de Liderança e Inteligência Emocional. Adam é administrador de empresas pela Hiram College, M.B.A. em Gestão pela Walden University, e atualmente está trabalhando em seu Ph.D. em Gestão pela Walden University.

Os principais 5 pontos fortes de Adam são: Ideativo | Comando | Analítico | Competição | Individualização



Fonte: Hickman, A. (2017). A Comparison of CliftonStrengths and MBTI. Gallup. Disponível em http://coaching.gallup.com/2017/08/a-comparison-of-cliftonstrengths-and.html


Agradeço ao Adam Hickman e à Gallup por autorizarem esta tradução.

74 visualizações

© 2020 Kenshin Coaching | São Paulo | Termos de Uso e Serviços | Política de Privacidade e Conteúdo

  • LinkedIn Calebe Luo
  • Facebook Kenshin
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social